Politica

Sondagem: Popularidade de Jerónimo de Sousa em queda livre

O Barómetro da Eurosondagem / Grupo Libertas de setembro foi feito ainda antes das autárquicas do passado domingo, mas já confirmava uma perda de popularidade do líder comunista, Jerónimo de Sousa, ultrapassado por João Cotrim Figueiredo, do Iniciativa Liberal.


O Nascer do SOL publica esta semana o Barómetro de setembro da Eurosondagem/Grupo Libertas chamando a atenção para o facto de este ter sido realizado antes das eleições autárquicas do passado domingo, uma vez estas obrigaram a antecipação da última edição deste jornal para a sexta-feira anterior, inviabilizando a sua publicação atempadamente.

A principal novidade em relação ao Barómetro de agosto é a queda a pique do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, que é ultrapassado pelo deputado único do Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo. Curiosamente, na noite eleitoral, Jerónimo de Sousa reconheceria que a CDU ficou longe de alcançar os objectivos definidos para estas autárquicas e chegou mesmo a pronunciar-se sobre a sua continuidade na liderança dos comunistas.

Na tendência contrária, João Cotrim Figueiredo cresce na popularidade, enquanto o seu partido continua a subir na intenção de voto dos portugueses, ultrapassando o Bloco de Esquerda no Barómetro, que continua a apresentar o Chega como  terceira força política nacional e André Ventura no último lugar do pódio da popularidade dos líderes partidários.

Na causa deste ranking, e ambas com saldos negativos, continuam  Catarina Martins (do BE) e Inês Sousa Real (do PAN).

Francisco Rodrigues dos Santos, do CDS, mantém saldo positivo e beneficia de ligeira subida para ficar a par de Jerónimo de Sousa.

 

PS no limiar da maioria absoluta

Sem reflexo da vitória de Carlos Moedas em Lisboa, ou da redução do fosso do número de câmaras entre socialistas e sociais-democratas, o estudo coordenado por Rui Oliveira e Costa continua a dar o PS_de António Costa no limiar da maioria absoluta – mantendo-se acima da fasquia dos 40% –  e o PSD de Rui Rio abaixo da barreira dos 30%.

À margem de tudo e de todos, o Presidente Marcelo mantém com uma popularidade intocável, com um saldo positivo de 73,6% – ou seja, a merecer a aprovação de praticamente três em cada quatro portugueses.

Como vê a atuação do Presidente da República?

+73,6%

Como votaria se as eleições legislativas fossem hoje?

PS: 41,5% (+0,2%)
PSD: 27,2% (-0,1%)
Chega: 8,9% (-0,1%)
CDU: 5,5% (+o,5%)
Iniciativa Liberal: 5,2% (+0,7%)
BE: 5,0% (-0,5%)
PAN: 2,6% (+0,1%)
CDS: 2,0% (0-,1%)
Outros Partidos/Brancos e Nulos: 2,1 (+04)

Como vê a atuação dos líderes políticos?

António Costa: +49,2%
Rui Rio: +22,5%
André Ventura: +6,9%
Cotrim Figueiredo: +2,1%
Jerónimo de Sousa: +2,0%
Francisco R. Santos: +2,0%
Catarina Martins: -1,0
Inês Sousa Real: -1,4

 

FICHA TÉCNICAEstudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem com para o jornal O SOL, Porto Canal, Açoreano Oriental, Almadense, Diário de Aveiro, Diário Insular dos Açores, Diário de Coimbra, Diário de Leiria, D.N. Madeira, Diário do Sul, Diário de Viseu, Jornal Badaladas, Oeiras Actual (C.M. Oeiras) e Setubalense com o patrocínio do Grupo Libertas de 20 a 23 de Setembro de 2021. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa. O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e Regiões Autónomas. Amostra estratificada por Região, e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária. Foram efetuadas 1376 tentativas de entrevistas e, destas, 344 (25,0%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. Foram validadas 1032 entrevistas. O erro máximo da Amostra é de 3,05%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Lisboa, 24 setembro de 2021.O Responsável Técnico da Eurosondagem Rui Oliveira Costa.