Internacional

Prémio Nobel da Medicina atribuído a David Julius e Ardem Patapoutian

As suas descobertas "permitem compreender como o calor, o frio e a força mecânica podem iniciar os nossos impulsos nervosos e nos permitem perceber e adaptar ao mundo que nos rodeia".


O Prémio Nobel da Medicina foi atribuído, esta segunda-feira, aos cientistas David Julius e Ardem Patapoutian “pelas suas descobertas de recetores para temperatura e tato”, revelou a Academia Real das Ciências da Suécia.

As suas descobertas "permitem compreender como o calor, o frio e a força mecânica podem iniciar os nossos impulsos nervosos e nos permitem perceber e adaptar ao mundo que nos rodeia", lê-se no Twitter.

Os cientistas irão agora dividir o prémio de 10 milhões de coroas suecas, cerca de 986 mil euros.

O Nobel da Medicina é o primeiro a ser anunciado. Segue-se o Prémio Nobel da Física, amanhã, da Química, na quarta-feira, da Literatura, na quinta-feira, da Paz, na sexta-feira, e da Economia, na próxima segunda-feira.