Sociedade

Vítima de violência doméstica teve de fugir com dois filhos menores em Amarante

O agressor ficou controlado por pulseira eletrónica e proibido de contactar a vítima, bem como de se aproximar da mesma a menos de 300 metros.


Um homem de 39 anos foi detido, no domingo, pelo crime de violência doméstica, no concelho de Amarante, anunciou, esta quarta-feira, a Guarda Nacional Republicana (GNR).

Em comunicado, a força de segurança revela que, no âmbito de um processo de violência doméstica, os militares “apuraram que o agressor vinha a adotar comportamentos agressivos contra a vítima, sua companheira de 41 anos, com a qual vivia em união de facto há cerca de 13 anos”.

Devido aos “vários episódios de agressões físicas e ameaças de morte com recurso a armas de fogo”, a vítima, que temia pela própria vida, decidiu terminar a relação e fugiu com os seus dois filhos menores.

O suspeito foi detido e presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, na segunda-feira, onde ficou sujeito às medidas de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, e de permanecer ou frequentar a habitação e o local de trabalho desta, num raio de 300 metros, controlado por pulseira eletrónica.