Sociedade

Projeto "Gulbenkian onde é preciso" concluído com 102 mil vacinas administradas

Do total de pessoas vacinadas, 12,5% reuníam a condição de acamados e 0,2% estavam em prisões.


O projeto “Gulbenkian onde é preciso”, que fez com que entre março e setembro 50 viaturas ligeiras e carrinhas transportassem a vacinação às populações mais vulneráveis, foi terminado com mais de 100 mil vacinas administradas, diz a Fundação.

A Gulbenkian afirma que as 50 unidades móveis – que foram disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, como forma de apoiar o Plano de Vacinação contra o SARS-CoV-2 – voltaram à Fundação depois de percorridos 124.938 mil quilómetros e administradas 102.488 vacinas.

Do total de pessoas vacinadas, 12,5% reuníam a condição de acamados e 0,2% estavam em prisões, de acordo com o balanço feito pela Fundação.

“Em suma, foram vacinados mais de 50 mil cidadãos, entre os quais pelo menos seis mil acamados e vulneráveis de elevado risco para desenvolver a doença covid-19 e morte”, refere.

Durante este período, foram realizadas ações de vacinação em 172 dias nas cinco Administrações Regionais de Saúde (ARS), e envolveram 30 Agrupamentos de Centros de Saúde que cobrem 5.903.314 utentes.