Internacional

Lula da Silva diz que Bolsonaro "jogou no lixo" as relações internacionais do Brasil e transformou o país num "pária internacional"

“Mesmo durante a ditadura militar, as relações do Brasil com o resto do mundo foram modernas e civilizadas. Bolsonaro jogou tudo isso no lixo", disse, acrescentando que Bolsonaro só “tem olhos para [Donald] Trump” e “hostilizou a China, Rússia, Argentina, Bolívia, Chile”.


O ex-presidente do Brasil Lula da Silva acusou, esta quinta-feira, o atual chefe de Estado, Jair Bolsonaro, de ter transformado o país num “pária internacional”. “Ninguém quer recebê-lo ou ser recebido por ele”, sublinhou.

As declarações foram feitas em entrevista ao jornal francês Libération, onde o atual líder das sondagens de intenção de voto para as presidências de 2022 destacou que “historicamente, a diplomacia brasileira foi respeitada”.

“Mesmo durante a ditadura militar, as relações do Brasil com o resto do mundo foram modernas e civilizadas. Bolsonaro jogou tudo isso no lixo", disse, acrescentando que Bolsonaro só “tem olhos para [Donald] Trump” e “hostilizou a China, Rússia, Argentina, Bolívia, Chile”.

“Com ele, o Brasil se tornou um pária internacional. Ninguém quer recebê-lo ou ser recebido por ele”, considerou.

Lula da Silva acusou Bolsonaro de “estapear [destruir] todas as regras civilizadas estabelecidas pela democracia" e "sabotar as missões das instituições criadas para proteger o meio ambiente e os índios".

Na entrevista, Lula abordou “a crise económica e social” e sublinhou que há “116 milhões de brasileiros em situação de insegurança alimentar e 33 milhões desempregados ou condenados ao subemprego”.

Lula da Silva considera ainda que Bolsonaro deveria responder perante a justiça internacional sobre a forma como geriu a pandemia de covid-19 – “um genocídio” que provocou “muitas mortes que poderiam ter sido evitadas”.