Desporto

Dois meses depois dos Jogos Olímpicos, seis atletas ainda não regressaram ao seu país devido à covid-19

Seis atletas da ilha Tonga estão desde agosto na Nova Zelândia devido à suspensão de voos após um novo período de confinamento


A última edição e mais atípica da história dos Jogos Olímpicos (JO) já terminou há dois meses, porém há atletas que ainda não regressaram ao seu país e a causa do problema é mais uma vez a covid-19.

Seis atletas de Tonga, um dos arquipélagos integrantes na Polinésia, entre outros membros da comitiva, viajaram para a Nova Zelândia após os JO, que acabaram no dia 8 de agosto, e foram obrigados a cumprir uma quarentena de 14 dias, segundo conta o portal de notícias neozelandês “Stuff”.

Contudo, o novo período de confinamento naquele país fez com que os voos fossem cancelados, nomeadamente o avião que iria levar os atletas para Tonga, no dia 25 de agosto.

Os seis atletas foram ajudados por amigos, familiares e outros membros de comunidades daquela ilha que vivem nas várias cidades neozelandesas, ao providenciarem comida, roupa e saldo para o telemóvel durante a indesejada estadia.

O grupo já tem data para regressar à sua ilha, para o dia 20 de outubro, depois da Nova Zelândia não registar nenhum caso de covid-19 devido às restrições de entradas e saídas do país.

“Apesar da situação, os atletas estão de bom humor”, disse o chefe da Missão, Amanaki Fakakovikaetau.

Esta suspensão temporária da via aérea também afetou os quatro atletas de Tonga que iram participar nos Jogos Paralímpicos no Japão.