Internacional

Objetivos para a saúde mental em 2020 falharam, diz OMS

O relatório Atlas de Saúde Mental 2020 da OMS é lançado por ocasião do Dia Mundial da Saúde Mental, criado desde 1992.


Apenas 49 países no mundo integram a saúde mental nos cuidados de saúde primários, revelou a Organização Mundial da Saúde (OMS), esta sexta-feira, num momento em que a pandemia de covid-19 provou e agravou as necessidades das populações neste campo.

Este é um dos muitos indicadores do relatório ‘Atlas de Saúde Mental 2020’, um documento que é publicado de três em três anos pela OMS e que revela nesta edição, segundo a agência das Nações Unidas, “um cenário dececionante” e “uma falha mundial” no cumprimento da maioria dos objetivos que foram traçados há dez anos para a saúde mental.

“É extremamente preocupante que, apesar da evidente e crescente necessidade de serviços de saúde mental, que se tornou ainda mais aguda durante a pandemia de covid-19, as boas intenções não estejam a ser cumpridas com investimentos”, afirma Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

O relatório ‘Atlas de Saúde Mental 2020’ da OMS é lançado por ocasião do Dia Mundial da Saúde Mental, criado desde 1992 e assinalado no próximo domingo, dia 10 de outubro. Este ano, o dia terá como foco a escolha e o aumento do acesso a cuidados de saúde mental de qualidade.