Internacional

Pelo menos 30 mortos em ataque terrorista no Mali

Fontes locais atribuiram o ataque aos 'jihadistas' do Grupo de Apoio ao Islão e aos muçulmanos (GAIM ou JNIM, na sua sigla árabe), fiel à Al-Qaeda.


Morreram pelo menos trinta pessoas da tribo de caçadores Dogon num ataque terrorista na cidade de Niono, no centro do Mali, adiantaram hoje testemunhas e fontes do Governo.

O ataque ocorreu na quinta-feira, nos campos de Boyaguiwere quando por volta das 15h locais (16h em Portugal), homens armados abriram fogo sobre os Dogon.

Fontes locais atribuiram o ataque aos 'jihadistas' do Grupo de Apoio ao Islão e aos muçulmanos (GAIM ou JNIM, na sua sigla árabe), fiel à Al-Qaeda.

Dados provisórios já desta sexta-feira indicam que, pelo menos, 30 pessoas morreram na sequência do ataque, tendo sido confiscadas armas e munições pelos alegados terroristas.

Desde que o ataque ocorreu, que aviões da Força Aérea do Mali estão a sobrevoar aquela área agrícola no vale do rio Níger, adianta a agência de notícias espanhola EFE.