Internacional

Após suspeitas de corrupção, chanceler austríaco demite-se

Sebastian Kurz, de 35 anos, já anunciou o seu substituto. 


O chanceler austríaco, Sebastian Kurz, anunciou, este sábado, a sua demissão, após suspeitas de corrupção. O atual ministro dos Negócios Estrangeiros, Alexander Schallenberg, será o seu substituto.

“Quero ceder o lugar para evitar o caos e garantir a estabilidade. Propus ao presidente Alexander Schallenberg como o novo chanceler", anunciou Sebastian Kurz, que estava à frente da coligação governamental do Partido Popular Austríaco e dos Verdes desde janeiro de 2020, num comunicado de imprensa.

É de realçar que, no início da semana, o Ministério Público revelou que Kurz, de 35 anos, e outras nove pessoas estavam a ser investigadas por quebra de confiança e suborno. Em causa estará a sua ascensão à liderança dos conservadores e do país através de manipulação de sondagens e notícias favoráveis nos média, financiadas com dinheiro público.

Kurz já reagiu às alegações, as quais adjetivou de “falsas”.