Sociedade

PEV questiona Governo sobre causas de morte de "dezenas de peixes" no rio Sizandro

“Os Verdes” pedem esclarecimentos à tutela sobre as ações que vai desenvolver no sentido de apurar “a origem desta preocupante situação” e questionam se o ministério “confirma que as águas neste troço do rio Sizandro se encontram poluídas”.


O grupo parlamentar do PEV questionou o Ministério do Ambiente e da Ação Climática acerca das causas de morte de “dezenas de peixes” junto ao Açude da Granja, no rio Sizandro, no distrito de Lisboa. Segundo a pergunta endereçada ao ministério tutelado por João Pedro Matos Fernandes, através do parlamento e divulgada hoje, o Partido Ecologista “Os Verdes” explicou que recebeu, durante a última semana, alertas de moradores de Runa, em Torres Vedras, sobre “dezenas de peixes mortos à superfície”.

“A população mencionou também que observou alterações no aspeto das águas do rio, quer ao nível da cor, quer do cheiro, o que pode indiciar a existência de fontes poluidoras”, acrescentou a força política, sendo que deseja saber se o Ministério do Ambiente “tem conhecimento da existência, nas últimas semanas, de dezenas de peixes mortos à superfície da água no rio Sizandro”.

“Os Verdes” pedem igualmente esclarecimentos à tutela sobre as ações que vai desenvolver no sentido de apurar “a origem desta preocupante situação” e questionam se o ministério “confirma que as águas neste troço do rio Sizandro se encontram poluídas”.

“A poluição das águas, e a existência de acontecimentos similares aos relatados, é recorrente”, avançam, perguntando se “tratando-se de um problema ambiental grave e com riscos para a biodiversidade e para a saúde pública, além do apuramento imediato, que medidas irão ser tomadas para prevenir que venham a ocorrer situações similares”.