Politica

Ventura diz que o Chega "já tem o seu congresso marcado" e, por isso, o CDS "deve adaptar-se"

"Manda a boa prática que partidos parlamentares não realizem a sua reunião magna nos mesmos dias. Uma questão de respeito democrático", escreveu.


André Ventura referiu este domingo que o partido já tinha o congresso agendado para o fim de semana de 27 e 28 de novembro e que o CDS-PP tem de encontrar outra data por "respeito democrático". Recorde-se que o congresso do Chega vai decorrer no fim de semana de 27 e 28 de novembro e a mesma data foi proposta pela direção do CDS-PP para a realização do congresso dos centristas.

Ventura já recorreu à rede social Twitter para mencionar que o partido "já tem o seu congresso marcado para esse fim de semana" e, por isso, o CDS "deve adaptar-se". "Manda a boa prática que partidos parlamentares não realizem a sua reunião magna nos mesmos dias. Uma questão de respeito democrático", escreveu, sendo que foi igualmente através de um "tweet" que o também deputado único do Chega criticou as posições do presidente do CDS e recandidato ao cargo, Francisco Rodrigues dos Santos, e o eurodeputado centrista e candidato à liderança, Nuno Melo.

"O Nuno Melo acha que consegue ser uma cópia minha e fazer do CDS uma espécie de franchising do Chega. O 'Chicão' [Rodrigues dos Santos] acha que pode vencer o Chega nas urnas e vender-se ao PSD. Estão os dois tão enganados", asseverou, criticando mais o primeiro e escrevendo que o mesmo "vai perceber que 'essa espécie de igreja Maná' que ele acha que o Chega é vai trucidá-lo" nas urnas.

O Conselho Nacional do CDS-PP está reunido por videoconferência e à porta fechada desde cerca das 11h, para analisar os resultados das eleições autárquicas e marcar o 29.º congresso do partido, que será antecipado, e deverá realizar-se nos dias 27 e 28 de novembro.