Economia

Portugal volta a ocupar a 22.ª posição no índice de desenvolvimento postal

Índice que analisa a realidade do desenvolvimento postal em todo o mundo coloca Portugal acima da maioria dos países da União Europeia.


Portugal voltou, em 2020, a ocupar a 22.ª posição do Índice Integrado de Desenvolvimento Postal da União Postal Universal (UPU), acima da maioria dos países da União Europeia. Trata-se de uma subida de 49 posições desde 2018, anunciaram os CTT, esta segunda-feira.

Este índice que analisa a realidade do desenvolvimento postal em todo o mundo, classifica atualmente 168 países em quatro categorias: confiabilidade, âmbito, relevância e resiliência, tendo em conta o contexto de pandemia de covid-19 e os desafios que se impõem para o futuro.

Em comunicado, os CTT salientam que a crise pandémica "trouxe um desafio acrescido à atividade mundial", no qual "o setor postal não foi exceção".

"Desde o início da pandemia que mantivemos as nossas operações de logística, distribuição de correio, expresso e encomendas, rede de lojas e também o Banco CTT, sempre a trabalhar, apoiando os portugueses, as empresas e o país", continua a mesma nota.

Os Correios de Portugal sublinham ainda a sua "capacidade de inovar e de acelerar o processo de transformação já em curso, colocando o digital como catalisador de apoio à economia" e posicionando-se "como os grandes promotores do comércio eletrónico em Portugal".