Economia

OE 2022. João Leão promete 578 milhões de euros para as famílias

"Não poupámos esforços na proteção de rendimentos e famílias", disse ministro das Finanças.


O ministro das Finanças garantiu que entre alterações ao IRS e apoios às famílias, o Governo disponibilizou 375 milhões de euros, no Orçamento para o próximo ano. As medidas tendo em vista os rendimentos ascenderam aos 578 milhões de euros.

João Leão faz as contas às duas alterações aos escalões que o Governo de António Costa fez, ficando assim concluída a revisão” do imposto prometida pelo PS, totalizando um “alívio de 500 milhões de euros para as famílias”. Em causa estão as alterações de 2018 e estas previstas agora para 2022.

O ministro defende que a “descida de impostos teve como foco a classe média, os jovens e as famílias com filhos” e repete as medidas que constam no Orçamento para estes grupos.

“Não poupámos esforços na proteção de rendimentos e famílias”, acenou João Leão, durante a apresentação do Orçamento do Estado para o próximo ano.

Apoios a crianças

De acordo com o governante, este é um Orçamento virado para as famílias com filhos. Em cima da mesa está a medida da Garantia de infância que prevê o pagamento de 50 euros por mês por criança, valor que pode chegar aos 100 euros em caso de pobreza extrema.

No entanto, num horizonte de dois anos, os apoios por criança podem chegar aos 1200 euros por ano, o que segundo o ministro das Finanças coloca Portugal no topo de apoio a crianças carenciadas.