Sociedade

Metade das mortes por covid-19 registadas esta terça-feira ocorreram no Alentejo

Tanto os internamentos gerais, como o número de pessoas nos Cuidados Intensivos diminuiram.


Portugal registou mais 719 novos casos de covid-19 e oito mortes associadas ao vírus, revela a Direção-Geral da Saúde no boletim epidemiológico, divulgado esta terça-feira. O índice de transmissibilidade mantém-se igual a ontem, tal como a incidência acumulada, uma vez que hoje não foi feita uma  atualização dos dados que compõem a matriz de risco. Internamentos descem.

Lisboa e Vale do Tejo foi a região onde se reportaram mais contágios: 294 do total de 719 infeções diárias. Segue-se o Norte com 211, Centro com 129, Alentejo com 34 e Algarve com 22, tal como segunda-feira. Quanto às regiões autónomas, Açores registou 12 casos diários e Madeira 17.

No que diz respeito às mortes, quatro ocorreram no Alentejo, duas na região de Lisboa e Vale do Tejo, uma no Centro e outra no Norte.

11 pessoas saíram dos hospitais portugueses por terem recuperado dos sintomas da covid-19, diminuindo o total de internados para 345, dos quais 56 estão nas Unidades de Cuidados Intensivos – menos dois em relação a ontem.

A matriz de risco foi atualizada esta segunda-feira, não sendo por isso de notar quaisquer diferenças hoje: Neste momento, Portugal tem uma incidência acumulada de casos de covid-19 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias de 82,9, mas se contarmos apenas com o território continental, o valor é de 82,7. Estes números apresentam uma descida em relação aos dados de sexta-feira: estava nos 86,5 a nível nacional e 86,7 no continente.

Já o índice de transmissibilidade encontra-se a 0,95 tanto para todo o território nacional, como apenas para Portugal Continental.

Portugal já confirmou 1.076.358 infeções de covid-19, das quais 29.837 estão ativas e 18.056 não resistiram à doença desde o início da pandemia. Mais 1041 pessoas recuperaram do vírus, subindo o total de recuperados para 1.028.465.

Neste momento, as autoridades de saúde têm 22.516 contactos sob vigilância, menos 793 face a segunda-feira.