Economia

OE2022. 900 milhões de euros para apoios diretos às empresas

Os apoios diretos às empresas destinam-se à inovação (360 milhões de euros), descarbonização da indústria (182 milhões), a digitalização (152 milhões) e as qualificações (130 milhões).


A proposta de Orçamento para o próximo ano prevê “incentivos e subsídios às empresas, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência, no valor de 900 milhões de euros em 2022”.

De acordo com o documento, estes apoios diretos às empresas destinam-se à inovação (360 milhões de euros), descarbonização da indústria (182 milhões), a digitalização (152 milhões) e as qualificações (130 milhões).

Além disso, está também pensada a criação do Fundo de Capitalização e Resiliência no valor de 1300 milhões de euros para ajudar as empresas mais afetadas pela pandemia a recuperar a sua atividade. 

E ainda a capitalização do Banco de Fomento em 250 milhões para apoiar a capitalização e resiliência financeira das empresas mobilizando investimentos públicos e privados no quadro do instrumento europeu InvestEU.