Sociedade

Projeto europeu quer preparar comunidade escolar para desafios da saúde pública

Está financiado em 1.46 milhões de euros pelo programa Horizonte 2020 da Comissão Europeia e conta com várias instituições de educação.


O Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) agrega um projeto que tem por objetivo preparar a comunidade escolar para os desafios da saúde pública, incluindo mais de 3.000 alunos de quatro diferentes países europeus: Portugal, Grécia, Chipre e Polónia.

O instituto do Porto revela esta quarta-feira, em comunicado, que o projeto europeu, intitulado PAFSE e liderado pela Escola Nacional de Saúde Pública, visa preparar a comunidade escolar para os desafios da saúde pública, fortalecendo esforços para “enriquecer a educação nas áreas curriculares STEM (Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática)”.

O projeto vai, numa primeira fase, focar toda a comunidade escolar na preparação para “reduzir o risco de doenças transmissíveis e epidemias”, estando também previsto que se estenda a outros problemas como, por exemplo, a obesidade infantil, o cancro, diabetes, ou ainda acidentes rodoviários.

“A atual pandemia da covid-19 teve impactos significativos na sociedade e colocou o tema da saúde pública na ordem do dia, a nível global. A preocupação com a propagação de doenças infeciosas e zoonoses, ou seja, doenças transmitidas entre animais e seres humanos, são atualmente temas abordados não apenas pela comunidade científica, mas também pela população em geral”, destaca o INESC TEC.

Financiado em 1.46 milhões de euros pelo programa Horizonte 2020 da Comissão Europeia, o projeto junta escolas, universidades, centros de investigação, laboratórios, empresas, associações e representantes da sociedade civil.