Sociedade

Segurança que agrediu cliente de discoteca em Albufeira suspenso de funções

Agressões ocorreram no início do mês.


O segurança de uma discoteca que foi filmado a agredir um cliente em Albufeira, no Algarve, foi suspenso de funções. A decisão foi tomada pelo secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna e dada a conhecer pela PSP.

Além de ficar proibido de exercer funções como segurança porteiro até à conclusão do inquérito criminal e do processo administrativo instaurados, o segurança fica ainda suspenso da continuação do exercício da atividade de vigilante, para a qual também estava habilitado, e sem permissão de o fazer em locais de acesso público ou que incluam contacto com o público. Segundo revela a força de segurança, em comunicado, o homem foi notificado da decisão, que produz efeitos imediatos, esta quinta-feira.

Na mesma nota, a PSP explica que depois de visualizar imagens da agressão, solicitou informação sobre a ocorrência à força de segurança territorialmente competente – GNR - , o que levou o Departamento de Segurança Privada da PSP a desenvolver “uma operação de fiscalização administrativa extraordinária às empresas de segurança privada a operar no estabelecimento onde ocorreram as agressões”. Desta fiscalização extraordinária, foi possível recolher toda a informação relevante, que permitiu determinar as relações jurídicas existentes entre a empresa de segurança privada e o estabelecimento de diversão noturna, bem como a identidade do agressor.

“Após a análise de toda a informação recolhida e nos termos da legislação que regula o setor da segurança privada”, a PSP desencadeou, na terça-feira, “os procedimentos tendentes a propor a suspensão da atividade do segurança privada que cometeu as agressões”, culminando na aplicação, “por decisão do secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna”, das medidas antes referidas.

Recorde-se que as agressões ocorreram no início do mês, num estabelecimento de diversão noturna em Albufeira e as imagens, captadas pelas câmaras de videovigilância do estabelecimento em questão, foram recentemente divulgadas.

No vídeo, divulgado pelo Correio Manhã, é possível ver a vítima de pé a conversar com o segurança, que lhe desfere um soco, sem que esta tenha oportunidade de se defender, caindo para trás. O jovem foi submetido a uma cirurgia ao maxilar. 

Sublinhe-se que já depois de a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a PSP terem confirmado a abertura de inquéritos em relação ao caso, também a GNR confirmou ao i, na terça-feira, que abriu um processo interno de averiguações, que se encontra em curso. De realçar que foram os militares do Destacamento de Faro que intervieram após a agressão.