Politica

Eleições antecipadas? "Completamente irracional", considera António Costa

Em causa está o eventual chumbo do Orçamento do Estado.


O primeiro-ministro, António Costa, considerou, esta sexta-feira, que realizar eleições antecipadas seria algo “completamente irracional” e que os portugueses têm a mesma opinião. Em causa está o eventual chumbo do Orçamento do Estado.

“Isso seria completamente irracional, acho que se perguntar à generalidade dos portugueses, todos lhe dirão exatamente isso, acho que não lhe direi algo de particularmente original”, disse o chefe de Governo quando questionado pelos jornalistas, numa escola em Benfica do Ribatejo, Almeirim, se a realização de eleições antecipadas seria irracional.

“O que é que é racional nas atuais circunstâncias? O país vem de uma crise profunda, o país tem uma oportunidade histórica de aproveitamento dos recursos que tem, o país tem um bom orçamento, o país tem a oportunidade de, no debate parlamentar, melhorar a proposta de orçamento, que é boa. Qual é a conclusão? Que deve ser aprovado na generalidade, deve ser feito o trabalho na especialidade e deve ser feita a votação final global, para que, para além dos recursos que a União Europeia nos disponibiliza, possamos ter os outros instrumentos que ajudam o conjunto do país se desenvolver”, afirmou antes de considerar que eleições antecipadas seriam “irracionais”.