Internacional

Presidenciais em Cabo Verde decorrem sem sobressaltos

Entre os sete candidatos a Presidente, os grandes favoritos são Carlos Veiga, do MpD, e José Maria Neves, do PAICV.


As mesas de voto fecharam, às 18h (20h em Portugal continental), e a primeira ronda das eleições presidenciais de Cabo Verde decorreu sem incidentes. Os cerca de 400 mil eleitores cabo-verdianos puderam escolher entre sete candidatos, um número recorde, e todos aguardam os resultados. 

Caso nenhum dos candidatos - José Maria Pereira Neves, Carlos Veiga, Fernando Rocha Delgado, Gilson Alves, Hélio Sanches, Joaquim Jaime Monteiro e Casimiro de Pina - consiga uma maioria absoluta, os dois mais votados terão de seguir para a segunda ronda. Mas Carlos Veiga, apoiado pelo Movimento para a Democracia (MpD) e pelo Presidente cessante, Jorge Carlos Fonseca, mostrou-se confiante quanto a uma vitória já este domingo. 

"Esta eleição, somos nós que vamos ganhar. Espero que no domingo o povo cabo-verdiano me proclame presidente com toda a honra e todo o orgulho", declarou Veiga, citado pelo DN. O seu grande rival é José Maria Neves, do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV). "A campanha, em alguns lugares, está a ultrapassar a minha expectativa. Acho que há uma grande mobilização nacional, um grande djunta mom [dar as mãos] de todo o Cabo Verde para elegermos um presidente para estes novos tempos", assegurou Neves, à Lusa.