Internacional

Macau pede para menores não verem 'Squid Game'

Série é a mais vista de sempre mesmo tendo conteúdos violentes explícitos.

DR  


O governo macaesnse apelou esta segunda-feira a que as crianças e jovens do país não vissem a série sul-coreana 'Squid Game', distribuida pela plataforma Netflix, devido ao seu conteúdo "que contém muita violência, sangue, elementos assustadores e valores distorcidos que envolve uma violência horrenda".

A série, que estreou a 17 de setembro e até ao final do mês já tinha sido vista por 132 milhões de utilizadores, já rendeu à Netflix valores que rondam os 900 milhões de euros, anunciou a Bloomberg, tendo-se tornado num fenómeno mundial.

O problema é quando a série não é apenas vista mas os seus comportamentos são imitados e daí a autoridade de educação de Macau ter avisado que o fenómeno se está a tornar numa tendência global, pedindo aos jovens que não recriem "a conduta violenta".

"Se crianças e adolescentes virem as partes violentas e sangrentas do drama, serão afetados psicologicamente e poderão mesmo imitar o comportamento violento no drama, e os seus valores distorcidos serão enterrados nos seus corações", lê-se no comunicado.

Foram já vários os países europeus - como a Bélgica, o Reinio Unido ou Espanha - que avançaram com alertas relativamente ao aumento da violência nas escolas devido à imitação de algumas cenas da série, mesmo que esta esteja recomendada apenas para jovens a partir dos 16 anos. 

As autoridades aconselharam também os encarregados de educação a contactar o o conselheiro escolhar ou o Centro de Psicologia da Educação e Educação Especial do Gabinete de Educação e Assuntos Juvenis para aconselhamento "se os seus filhos estiverem perturbados ou em sofrimento emocional devido à série dramática em questão".

No passado domingo, em Portugal, a Guarda Nacional Republicana (GNR) disse estar "muito atenta ao fenómeno" da série 'Squid Game' e aos efeitos que está a ter nos mais novos, sublinhando que vai continuar a reforçar os conselhos junto da comunidade escolar.

O alerta surge num comunicado divulgado pela autoridade, que esclarece que no sábado, uma página não oficial da força de segurança lançou, através das redes sociais, "alguns conselhos e advertências aos pais" relativos à série, que retrata jogos infantis e é um fenómeno de audiências e popularidade, sobretudo entre os mais novos.

Mas não são só os jovens que se sentem atraídos pela série sul-coreana. Em Jacarta, um café inspirou-se em 'Squid Game' para recuperar da crise causada pela pandemia e pode-se dizer que teve bastante sucesso. No Cafe Strawberry, os empregados vestem-se como os personagens, recriam alguns dos jogos infantis e até dão ordens aos clientes. No entanto, contrariamente aquilo que é visto na Netflix, aqui ninguém leva um prémio mas, pelo contrário, também ninguém perde a vida.