Vida

"Isto é demasiado infantil. As crianças vão crescer sem saberem que têm duas famílias", critica pai de Meghan Markle

Thomas Markle revela que não vai avançar em tribunal contra os duques de Sussex e explica porquê.


O pai de Meghan Markle disse que poderia processar a filha e o príncipe Harry por não conseguir ver os netos. Contudo, Thomas Markle não vai avançar com esta ação na justiça, uma vez que não quer conhecer as crianças num ambiente “pouco amigável”.

Em declarações ao programa Good Morning Britain, o homem, de 77 anos, afirmou que vários advogados da Califórnia lhe disseram que ganharia caso avançasse para tribunal e considera que Meghan está a ser “infantil” ao cortar o contacto das crianças – Archie e Lilibet - com o avô materno.

“Adoraria ver os meus netos”, disse. “Pessoas da Califórnia sugeriram que eu poderia ver os meus netos. Mas acho que se fizesse isso agiria da mesma maneira que a Meghan e o Harry”, frisou.

“Não quero envolver os meus netos nesta situação, quero ver os meus netos com pais amigáveis e num ambiente amigável (…) Não quero pais hostis quando vir os meus netos. Por isso esperarei”, considerou Thomas.

Apesar da relação problemática que tem com a filha, Thomas acredita que as coisas ainda poderão mudar.

“Ela há de começar a falar comigo. Isto é demasiado infantil, um pouco parvo. É altura de falarmos um com o outro, somos família. As crianças vão crescer sem saberem que têm duas famílias. Isto vai para além de mim e da minha filha agora - isto sou eu, a minha filha, o marido dela e dois bebés. Por isso está na altura de fazer alguma coisa. De falar”, rematou.

Sublinhe-se que a posição agora tornada pública por Thomas Markle é oposta àquela que revelou em julho deste ano, quando disse, em declarações à Fox News, que pretendia levar a filha e o genro a tribunal, para ter direito a ver os netos.