Internacional

Opositor russo Alexei Navalny vence prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento

O prémio é atribuído pelo Parlamento Europeu. O principal opositor do regime de Putin foi escolhido pela sua “grande coragem nas suas tentativas de restaurar a liberdade de escolha do povo russo”.


O opositor russo Alexei Navalny, detido desde janeiro, venceu o prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento de 2021, atribuído pelos membros do Parlamento Europeu.

Em comunicado, a vice-presidente do Parlamento Europeu, a finlandesa Heide Hautala, justificou a decisão com a “grande coragem” que Navalny mostrou “nas suas tentativas de restaurar a liberdade de escolho do povo russo”.

“Durante muitos anos lutou pelos direitos humanos e liberdades fundamentais no seu país. Isto custou-lhe a sua liberdade e quase a sua vida”, acrescentou.

O Parlamento Europeu pediu ainda a “libertação imediata e incondicional” do opositor do regime de Putin e sublinhou que “todo o assédio, intimidação e ataques contra a oposição, a sociedade civil e os media, pelas autoridades russas, devem parar”.

Na rede social Twitter, o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, reiterou os apelos da sua vice-presidente. "Ao atribuir o Prémio Sakharov a Alexei Navalny, reconhecemos a sua imensa coragem pessoal e reiteramos o apoio inabalável do Parlamento Europeu à sua libertação imediata. O prémio de hoje reconhece a sua imensa bravura e reiteramos os nossos apelos à sua libertação imediata", escreveu.

Recorde-se que o Navalny, de 45 anos, foi detido em janeiro e condenado a dois anos e oito meses de prisão por ter violado os termos de uma pena a que fora sentenciado em 2014. Em agosto, foi ainda acusado de “atentado à identidade e aos direitos dos cidadãos”, crime passível de três anos de prisão.