Desporto

Tratador da águia da Lázio suspenso após ser apanhado a fazer gestos fascistas em direção à bancada

Juan Bernabé, que também cuidou da águia Vitória, do Benfica, foi apanhado num vídeo a elevar o braço, imitando a saudação nazi, e a gritar "Duce" (em referência a Benito Mussolini), valendo-lhe a suspensão.


Itália está em choque com um vídeo onde se pode ver Juan Bernabé, tratador da águia Olimpia, da Lázio, a imitar a saudação nazi enquanto grita "Duce! Duce!". O grito é alusivo ao ditador italiano Benito Mussolini, e foi feito junto das bancadas do Estádio Olímpico de Roma, após a vitória frente ao Inter de Milão, no sábado. O espanhol, que foi também o cuidador da águia Vitória, do Benfica, acabou por ser alvo de uma suspensão temporária após o vídeo se ter viralizado, causando indignação no público geral, que condenou o cuidador e o clube pelos gestos.

"Ao inteirar-se da existência de um vídeo em que se vê Juan Barnabé (que pertence a uma empresa exterior à Lázio) a fazer gestos que ofendem o clube, os adeptos e os valores em que nos inspiramos, tomaremos medidas junto da empresa para suspender de forma imediata a pessoa, com possível resolução dos contratos em vigor", anunciou o clube, em comunicado.

A própria União das Comunidades Judaicas em Itália (UCEI) fez questão de tornar pública a sua indignação com o polémico vídeo, e com as ações de Juan Barnabé. "O futebol tem de se livrar dos fascistas e dos portadores de ódio, que se espalha nos campos de futebol e em lugares públicos", revelou a presidente da UCEI, Noemi Di Segni.

Recorde-se que, em 2010, Bernabé foi despedido do Benfica por, alegadamente, ter agredido um dos diretores 'encarnados'.