Cultura

Alec Baldwin quebra silêncio após morte acidental em set. "Estou de coração partido"

O incidente ocorreu no set do filme ‘Rust’, quando o ator, de 63 anos, disparou uma arma de adereço, que não devia estar carregada, matando a diretora de fotografia Halyna Hutchins. O realizador do filme, Joel Souza, também ficou ferido, mas já recebeu alta hospitalar.


Alec Baldwin quebrou o silêncio após ter matado acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, durante as gravações do filme ‘Rust’.

Num comunicado partilhado na rede social Twitter, o ator revela estar “triste e chocado” com o “acidente trágico” e que está a “colaborar totalmente com as investigações”.

“Não há palavras para expressar o meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida a Halyna Hutchins, esposa, mãe e nossa colega profundamente admirada. Estou a colaborar totalmente com a investigação para apurar como é que esta tragédia ocorreu”, escreveu na página da Fundação Hilaria e Alec Baldwin.

“Estou em contacto com o marido dela e ofereço-lhe, a ele e à sua família, o meu apoio. Estou de coração partido pelo seu marido, o filho deles, e por todos os que conheciam e amavam a Halyna”, terminou.

O incidente ocorreu no set do filme ‘Rust’, quando o ator, de 63 anos, disparou uma arma de adereço que não devia estar carregada. O realizador do filme, Joel Souza, também ficou ferido, mas já recebeu alta hospitalar.