Sociedade

Homicídio no metro das Laranjeiras. Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem

Os quatro arguidos, com idades compreendidas entre os 18 e os 19 anos, foram presentes durante a tarde e noite de hoje a um juiz no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.


Os quatro suspeitos da morte de um rapaz, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram esta sexta-feira em prisão preventiva, depois de terem sido presentes a primeiro interrogatório judicial.

A informação foi veiculada à agência Lusa por uma fonte da Polícia Judiciária. Os quatro arguidos, com idades compreendidas entre os 18 e os 19 anos, foram presentes durante a tarde e noite de hoje a um juiz no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa e ficaram todos sujeitos à medida de coação mais gravosa.

Até agora, sabe-se que tanto os suspeitos como a vítima mortal têm antecedentes criminais, mas, em conferência de imprensa, o coordenador da secção de homicídios da Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa, Pedro Maia, frisou que os envolvidos no esfaqueamento mortal são rapazes “com inserção familiar e com um contexto familiar razoável”.