Internacional

Ilha de La Palma regista sismo de maior magnitude desde a erupção do vulcão

Cumbre Vieja sofreu um colapso no cone principal, causando significativos derrames de lava.


A Ilha de Palma, nas Canárias, em Espanha, registou na tarde de sábado um sismo de 4,9 na escala de Ritcher, o mais intenso desde que o vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção, há mais de um mês, adiana o Instuto Nacional Geográfico de Espanha.

O fenómeno foi registado às 16h34 locais (as mesmas horas que em Portugal Continental) em Villa de Mazzo, a 38 quilómetros de profundidade, tendo sido sentido em toda a ilha.

Além disso, ao 34º dia de erupção, o vulcão sofreu um novo colapso no cone principal, causando significativos derrames de lava. 

Para Ángel Víctor Torres, o presidente do arquipélago das Canárias, citado pela agência de notícias espanhola Efe, "não se espera para já o fim da erupção", considerando que ainda estão pela frente "várias semanas de emergência"

O primeiro-ministro, Pedro Sánchez, esteve sábado em La Palma para reiterar o compromisso do governo espanhol de ajudar a reconstruir o que ficar afetado pelo vulcão.

Até hoje, a lava expelida pelo vulcão já cobriu 889 hectares de terreno e destruiu 2.129 edifícios.