Vida

"Só estavam disponíveis quando lhes era conveniente". Britney Spears volta a desabafar sobre a família

Britney Spears sublinha que apesar de a tutela – liderada pelo pai, Jamie Spears, desde 2008 – estar “quase a terminar”, ainda quer “justiça”.


Britney Spears voltou a desabafar sobre a relação com a sua família, dizendo que os familiares “só estavam disponíveis quando lhes era conveniente” e que a magoaram mais do que os fãs imaginam.

Numa fotografia publicada na rede social Instagram, a cantora, de 39 anos, mostrou a sua máquina de escrever e algumas flores. Na descrição, além de destacar o objeto, a ‘princesa’ da pop teceu várias críticas às pessoas que mostram interesse no seu bem-estar, mas depois se afastam.

“Encontrei a minha minimáquina de escrever! Não acham estranho quando se esforçam para organizar viagens ou almoços com pessoas que amam, só para saber que depois vão fugir de vocês passados 10 minutos”, começou por escrever, confessando ser uma situação “humilhante”.

“É como se todas as pessoas em quem confiei, imediatamente depois dissessem que irão viajar durante duas semanas... Ok, percebi... Só estavam disponíveis quando lhes era conveniente... Bem, agora não estou disponível para nenhuma dessas pessoas”, rematou.

E, se dúvidas houvesse, a artista fez questão de salientar que se tratava de uma crítica à própria família. “Eu não me importo de ficar sozinha e, na verdade, estou cansada de ser tão compreensiva como a Madre Teresa... Se fores rude comigo, então chega para mim... Paz!!! Esta mensagem é para a minha família... Por me magoarem mais do que vocês imaginam”, acrescentou.

Britney Spears sublinha que apesar de a tutela – liderada pelo pai, Jamie Spears, desde 2008 – estar “quase a terminar”, ainda quer “justiça”. “Tenho apenas 1.62 m [de altura], mas já interpretei a pessoa mais importante durante toda a minha vida... Vocês sabem como isso é difícil?”, desabafou.

Recorde-se que o pai de Britney Spears foi nomeado o seu tutor legal, em 2008, depois de a cantora ter sido hospitalizada para tratamento psiquiátrico após um esgotamento nervoso. Na primeira audiência em tribunal, a 23 de junho, a artista revelou que “está traumatizada” e que a tutela se “tornou abusiva”.