Internacional

Pelo menos 16 pessoas morreram em ataque na Nigéria

Dezenas de homens abateram pessoas que se encontram numa mesquita a rezar.


Morreram pelo menos 16 pessoas, durante a manhã de segunda-feira, na Nigéria, depois de dezenas de homens armados terem invadido uma mesquita e abatido os cidadãos que lá rezavam, adiantou a agência de notícias francesa AFP.

Segundo Ahmed Ibrahim Matane, um responsável do governo do estado nigeriano do Níger, os atacantes invadiram a aldeia de Maza-Kuka, no distrito de Mashegu e deixaram ainda três pessoas feridas, uma delas com gravidade.

O centro e o noroeste da Nigéria têm sido, durante vários anos, palco de violência perpetrada por vários grupos de criminosos, apelidados localmente de "bandidos", que roubam gado, sequestram pessoas, com o objetivo de obter resgates, e atacam aldeias.

O responsável afirmou ainda que os agressores abateram outra pessoa na aldeia vizinha de Kaboji, 

As autoridades encontram-se atualmente a realizar uma investigação para determinar o motivo dos atacantes, tendo sido enviados membros da polícia e das forças armadas.

Estes grupos criminosos, que, alegadamente, não apresentam quaisquer motivações ideológicas, raptaram este ano mais de 1.400 alunos em sequestros a escolas e universidades, de acordo com a Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Residentes de várias comunidades no estado do Níger relataram recentemente a chegada de 'jihadistas' ao nordeste do país, que tem sido palco de uma insurreição de fundamentalistas islâmicos há mais de 12 anos.

Os comentários estão desactivados.