Politica

"O primeiro-ministro devia ter-se demitido", diz Rui Rio

O líder do PSD diz que o país ficou “numa situação de ingovernabilidade”.


O presidente do PSD, Rui Rio, disse, esta quarta-feira, após o chumbo da proposta do Governo para o Orçamento do Estado para 2022, que o país ficou “numa situação de ingovernabilidade” e que o primeiro-ministro, António Costa, “devia ter-se demitido”.  

“O primeiro-ministro devia ter-se demitido. Ficamos numa situação de ingovernabilidade seja do ponto de vista político, seja orçamental. O país aguenta em duodécimos, mas não tem política orçamental nem económica. A demissão do primeiro-ministro acelerava o processo que devia ser rápido”, frisou aos jornalistas.

A proposta do Governo para o Orçamento do Estado para 2022 foi, esta quarta-feira, chumbada na votação na generalidade. O documento recebeu votos contra do PSD, Bloco de Esquerda, PCP, CDS-PP, Chega, IL e Os Verdes. O PS votou a favor, enquanto as deputadas não inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues e o PAN se abstiveram.

No total, o documento recebeu 108 votos a favor, 117 contra e cinco abstenções.