Sociedade

Mortes por covid-19 das últimas 24 horas ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, Centro e Alentejo

Lisboa e Vale do Tejo continua a registar mais de 300 novos casos diários e volta a ser a região que mais infeções diagnosticou nas últimas 24 horas. Os internamentos devido à doença aumentaram ligeiramente, à semelhança dos casos ativos nos país. 


Portugal registou, nas últimas 24 horas, 888 novos casos de covid-19 e cinco mortes associadas à doença. De acordo com os dados divulgados, esta quinta-feira, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), o país soma agora um total acumulado de 1.088.133 infeções confirmadas desde o início da pandemia e 18.149 vítimas mortais.

Lisboa e Vale do Tejo voltou a ser a região do país com mais novas infeções, ao registar, só nas últimas 24 horas, 370 novos casos. No Norte há registo de 221 novas infeções, no Centro 176, no Algarve 51 e no Alentejo 35. No arquipélago da Madeira há mais 22 infetados e no dos Açores 13.

Duas das cinco mortes registadas ocorreram no Centro, duas em Lisboa e Vale do Tejo e uma no Alentejo.

O número de internados aumentou ligeiramente e estão neste momento 318 pessoas com covid-19 nos hospitais portugueses, mais duas do que ontem. Destas, 60, menos uma que no último balanço, estão em Unidades de Cuidados Intensivos.

Por outro lado, mais 671 pessoas recuperaram da doença, elevando o total de infetados que superaram o vírus para 1.038.529.

Há agora 31.455 casos ativos no país, mais 212 do que ontem, e as autoridades de saúde têm 21.930 contactos em vigilância.

Os valores da incidência e do rácio de transmissibilidade (RT) foram atualizados ontem pela última vez e continuavam a crescer. Em Portugal, a incidência acumulada é de 94,8 casos de infeção por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias e de 94,9 só no continente. Já o Rt, quer no território nacional, quer no continente, é de 1,08.

Sublinhe-se que esta quinta-feira o Governo decidiu prorrogar a Situação de Alerta em Portugal continental até ao dia 30 de novembro, devido ao agravamento da propagação da covid-19 na última semana.

Consulte aqui o boletim na íntegra.