Sociedade

Portugal foi o segundo país da UE mais afetado pelos incêndios em 2020

À frente de Portugal fica apenas a Roménia, seguindo-se Espanha e Itália e, no total, arderam 340 mil hectares em toda a UE.


Portugal foi o segundo país da União Europeia (UE) mais afetado por incêndios florestais em 2020, revelou, esta sexta-feira, um relatório da Comissão Europeia. Arderam 67.170 hectares no país e foram registados 9.619 fogos florestais.

À frente de Portugal fica apenas a Roménia, seguindo-se Espanha e Itália e, no total, arderam 340 mil hectares em toda a UE.

Contudo, relatório sobre os incêndios florestais na Europa, no Médio Oriente e no Norte de África, apresentado pelo Centro Comum de Investigação (JRC) da Comissão Europeia estima que 2021 será pior, considerando que, até à data do relatório, "quase 500 mil de hectares, 61% dos quais florestas que levarão anos a recuperar, foram destruídos pelas chamas".

Apresentado pelo Centro Comum de Investigação (JRC) da Comissão Europeia, o relatório sublinha que "cerca de 25% das zonas ardidas na Europa situavam-se em sítios Natura 2000, os reservatórios de biodiversidade da UE", e que, no final de junho, ainda antes de época de incêndios, já tinham ardido cerca de 130 mil hectares.

Os comentários estão desactivados.