Cultura

Arqueólogos no Egito descobrem túmulo do tesoureiro-chefe de Ramsés II

O cemitério de Saqqara foi palco de uma série de descobertas incríveis nos últimos anos.


Uma equipa de arqueólogos do Egito, nomeadamente da Universidade do Cairo, encontrou o túmulo de Batah-M-Woya, considerado o responsável pelo tesouro durante o reinado de Ramsés II . 

Às vezes conhecido como Ramsés, outras como o Grande ou Ramsés II, este governou o Egito de 1279 a 1213 aC, o segundo reinado mais longo da história egípcia.

De acordo com um comunicado do Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito publicado no sábado, a descoberta aconteceu em Saqqara, uma grande necrópole localizada no sul do Cairo que “tem sido o local de uma série de descobertas surpreendentes nos últimos anos”. 

Além do túmulo do ex-tesoureiro, a equipa também descobriu os túmulos de vários dignitários, incluindo de um líder militar chamado Hor Mohib.

Localizada a cerca de 30 quilómetros ao sul do Cairo, esta necrópole já foi a capital real de Mênfis e “tem grande importância nos achados da civilização dos faraós, já que abriga a pirâmide mais antiga preservada do antigo Egito”.