Desporto

Liga dos Campeões. 'Dragões' e 'leões' nadam à superfície

Hoje, o FC Porto enfrenta o AC Milan, em San Siro, ao passo que o Sporting recebe, em Alvalade, os turcos do Besiktas.


Senhoras e senhores, preparem os vossos snacks e cachecóis. O dia de ontem já deu o sinal de arranque para a quarta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, com a viagem do Benfica a Munique, para enfrentar o Bayern de Robert Lewandowski, que goleou os ‘encarnados’, na Luz, por 4-0, e hoje,  a partir das 17h45, o FC Porto dará continuidade ao papel português na Europa. Em San Siro, os ‘dragões’ vão enfrentar o AC Milan de Stefano Pioli, horas antes de o Sporting receber, em Alvalade, o Besiktas.

Na mente dos azuis-e-brancos está o objetivo de repetir a recente vitória frente aos transalpinos, a 19 de outubro, num Estádio do Dragão praticamente cheio, por 1-0. Agora, no entanto, não há favas contadas, e o FC Porto vai a Milão para “tentar conquistar os três pontos”.

Palavras de Sérgio Oliveira que, ao lado de Sérgio Conceição, fez ontem a antevisão da partida frente ao AC Milan. O médio começou por falar precisamente do jogo frente aos italianos no Dragão. “Foi um jogo muito conseguido da nossa parte, podíamos ter alargado o resultado, mas o essencial foram os três pontos”, descreveu Oliveira, ressalvando que “o jogo em Milão é diferente”, e que “todas as equipas do grupo dependem de si para passar aos oitavos”.

Na Série A italiana, o emblema de San Siro ocupa o segundo lugar, invicto, em empate pontual com o Nápoles, com 31 pontos. Na última jornada foi a Roma derrotar o conjunto orientado por José Mourinho. Um patamar que está longe de ser comparável à sua prestação europeia: no grupo B da Liga dos Campeões, os rossoneri ainda não conseguiram pontuar, contando três derrotas em três jogos. Para Sérgio Oliveira, este é um detalhe “surpreendente”, já que “o Milan é uma grande equipa com grandes valias”. Os três jogos sem pontuar, avisou o médio, serão a força por trás da “vontade” dos transalpinos de vencer na receção aos ‘dragões’, e ao emblema do FC Porto cabe, defendeu, “contrariar essa vontade”.

Quanto a Sérgio Conceição, não sonha demasiado alto, mas não deixa de fora a ambição de sair de San Siro com mais três pontos na liga milionária. “As expectativas são sempre de querer ganhar o jogo. Os jogos são todos diferentes, e cada jogo tem a sua vida e a sua história. O onze do Milan será sempre fortíssimo, e a atmosfera não será fácil, mas é bom para nós. Gostamos desses palcos e desses ambientes”, explicou, fazendo questão de recordar os 7 títulos de campeão europeu e 4 mundiais do AC Milan.

O treinador portista falou ainda das faltas que, possivelmente, se farão sentir em San Siro. “Wendell [está fora] com certeza, Marcano muito difícil e o Uribe também”, concluiu Sérgio Conceição.

O treinador do AC Milan fez também a antevisão do jogo, na terça-feira, sendo claro sobre a sua posição perante o FC Porto. “Não merecemos o ‘zero’ na classificação e queremos demonstrar isso amanhã, frente a uma equipa muito difícil e experiente”, reiterou Stefano Pioli.

'Leões' Pós-Goleada No grupo C da Liga dos Campeões, o Sporting entra em campo apenas com três pontos, fruto da goleada imposta ao Besiktas: 4-1 em Istambul. A equipa turca, até agora, não venceu qualquer jogo na liga milionária, e precisa desesperadamente de pontuar, caso queria sonhar ainda com a passagem à fase seguinte da Liga dos Campeões.

Depois da vitória na liga, por 1-0, frente ao Vitória de Guimarães, o Sporting parte para este jogo com a motivação em alta. “A equipa está confiante, tal como nas semanas anteriores”, garantiu Pedro Gonçalves. Em antevisão ao jogo da liga milionária, Pote deixou para trás o tema relativo à lesão que o deixou de fora durante um mês, mostrando-se “mais confiante do que nunca”. “Claro que sinto a falta dos golos, mas eles vão aparecer, nem tenho pensado muito nisso”, concluiu.

A seu lado estava Rúben Amorim, que não se deixa ‘embriagar’ pela goleada na Turquia. “Não temos a ilusão de Istambul”, começou por explicar o técnico, confessando que a equipa precisa de “melhorar o início, com posses mais longas”, e desvalorizando as ausências no plantel do Besiktas.

Sporting e Besiktas sobem ao relvado de Alvalade esta quarta-feira, às 20h00.