Sociedade

Prisão preventiva para padrasto que violou e engravidou criança de 13 anos

Os abusos começaram em 2019 na residência do violador. 


O homem detido por violar repetidamente uma criança de 13 anos vai aguardar julgamento em prisão preventiva, decretou esta quarta-feira o Tribunal de Fronteira, em Portalegre, segundo indicou uma fonte da Polícia Judiciária (PJ) à agência Lusa. 

Segundo o comunicado revelado hoje, o homem é padrasto da menina e desde 2019, que tem abusado sexualmente da criança, na sua residência. "Na sequência das várias situações de abuso sexual ocorreu gravidez e posterior nascimento de uma criança", informa ainda o documento da PJ. 

 

Os comentários estão desactivados.