Sociedade

Mulher de João Rendeiro fica em prisão domiciliária com pulseira eletrónica

Em causa está o “perigo de fuga; perigo de perturbação do inquérito, nomeadamente para a aquisição, conservação e veracidade da prova; e ainda o perigo de continuação da atividade criminosa”.

Mulher de João Rendeiro fica em prisão domiciliária com pulseira eletrónica

Maria de Jesus Rendeiro, mulher do ex-presidente do BPP João Rendeiro, vai ficar em prisão domiciliária com pulseira eletrónica, com vigilância durante 24 horas. As medidas de coação foram conhecidas esta noite.

Segundo a TVI, em causa está o “perigo de fuga; perigo de perturbação do inquérito, nomeadamente para a aquisição, conservação e veracidade da prova; e ainda o perigo de continuação da atividade criminosa”.

Maria de Jesus Rendeiro está acusada dos crimes de falsificação, descaminho e branqueamento de capitais, além de estar ainda indiciada por desobediência.

Recorde-se que a mulher, de 69 anos, foi detida pela Polícia Judiciária (PJ) no âmbito da operação “D’arte Asas”, tendo passado a noite de quarta-feira na cadeira de Tires, onde inspetores da Unidade Nacional de Combate à Corrupção a foram buscar ao início da tarde desta quinta-feira para ser ouvida pela juíza de instrução Catarina Pires no Campus da Justiça, em Lisboa.

 

Os comentários estão desactivados.