Sociedade

Sindicato Independente dos Médicos suspende greve marcada para os dias 23, 24 e 25

Em causa está o chumbo do Orçamento do Estado e a dissolução do Parlamento.

 


O Sindicato Independente dos Médicos anunciou, este sábado, que decidiu suspender a greve marcada para os dias 23, 24 e 25 de novembro. Em causa está o chumbo do Orçamento do Estado para 2022 e a dissolução do Parlamento, anunciada pelo Presidente da República.

"O Conselho Nacional do Sindicato Independente dos Médicos – SIM, reunido extraordinariamente em Lisboa, na sede nacional, em 6 de novembro de 2021, sob proposta do Secretariado e ao abrigo do disposto no art. 32.º. g), dos Estatutos, deliberou suspender a realização da Greve Médica nacional a ter lugar nos dias 23, 24 e 25 de novembro de 2021, a qual havia sido declarada por este mesmo órgão em 22 de outubro de 2021", lê-se em comunicado. 

Recorde-se que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou, na quinta-feira, que decidiu dissolver o Parlamento e convocar eleições legislativas para 30 de janeiro. A decisão foi tomada após o chumbo do Orçamento do Estado para 2022, a 27 de outubro.

Os comentários estão desactivados.