Politica

Rui Rio vai propor eleições internas do PSD a 20 de novembro. Rangel discorda

Na ótica do líder dos sociais-democratas, é “um disparate misturar umas eleições internas com as legislativas”.


O líder e recandidato do PSD, Rui Rio, afirmou, este sábado, à chegada do Conselho Nacional do partido, em Aveiro, que irá propor eleições internas diretas a 20 de novembro, com uma possível segunda a 27 de novembro. De salientar que as eleições estavam marcadas para dia 4 de dezembro.

Na ótica do líder dos sociais-democratas, é “um disparate misturar umas eleições internas com as legislativas”, sublinhando que tem “a mesma posição desde o princípio”. “É uma completa insensatez o PSD meter-se em guerras internas com os outros partidos a fazerem campanha. Mas já que insistem, então eu tenho uma proposta para minorar isto”, acrescentou.

Rui Rio admitiu ainda que o Congresso deverá ser antecipado para 11 de dezembro. “Estamos numa situação excecional, temos de ser capazes de encontrar uma solução excecional”, rematou.

Já o candidato à liderança do PSD, Paulo Rangel afirmou esperar “abertura” por parte de Rui Rio e sugere que as eleições se realizem a 27 de novembro, sendo esta “uma data razoável” para si. "Não temos de entrar numa corrida, fazer as coisas a correr", frisou.

O Conselho Nacional do PSD reúne-se hoje, em Aveiro, para fazer a análise da situação política provocada pela convocação de eleições legislativas para 30 de janeiro.