Desporto

Miguel Oliveira submetido a exames em hospital depois de queda a duas voltas do fim do Grande Prémio de Portugal

A corrida terminou quando foi alçada a bandeira vermelha devido ao choque entre o piloto português e Iker Lecuona.


Notícia atualizada às 15h51

Miguel Oliveira sai infeliz do Grande Prémio de Portugal de Moto GP, no Autódromo Internacional do Algarve, este domingo. A duas voltas do fim, o piloto espanhol Iker Lecuona, que ao tentar ultrapassar, 'varreu' Miguel Oliveira, no momento em que estava em décimo lugar na prova, depois de ter partido da 17.ª posição da grelha. 

Os dois pilotos saíram conscientes do embate, tendo sido Oliveira, o 'Falcão' português, encaminhado para o centro médico do circuito, por percaução. Agora vai ser submetido a exames num hospital, confirmou a equipa da KTM, em comunicado. 

Com a indicação da bandeira vermelha, a corrida foi interrompida e atribuída a vitória, por terem sido percorridos 75% da prova, ao italiano Francesco Bagnaia (Ducati), que partiu da 'pole position' no Algarve, liderando a corrida do início ao fim. O piloto da Suzuki Joan Mir ficou em segundo lugar e Jack Miller, da Ducati, em terceiro.