Desporto

Jogadora do PSG detida por ser suspeita de organizar ataque que lesionou companheira de equipa

Objetivo seria ganhar titularidade. 


A futebolista Aminata Diallo, que alinha pelo Paris Saint-Germain (PSG), foi detida por ser suspeita de estar envolvida numa agressão à sua colega de equipa e de posição, Kheira Hamraoui.

O clube francês já confirmou a informação, através de um comunicado oficial, e indicou que Diallo foi detida pelas autoridades “como parte de uma investigação” que foi aberta “após um ataque na quinta-feira passada contra jogadoras do clube”.

O PSG condenou o episódio de violência e diz estar a cooperar com a polícia.

Sublinhe-se que, de acordo com o L’Équipe, Kheira Hamraoui foi agredida por homens encapuzados, na madrugada de 4 de novembro, depois de um jantar que a equipa organizou para as atletas e comissão técnica. Os homens fizeram a jogadora sair do carro e bateram-lhe nas pernas com uma barra de ferro.

Na sequência desta agressão, Aminata Diallo acabou por ser titular, no lugar da companheira, na partida da Liga dos Campeões feminina frente ao Real Madrid, na terça-feira.

Uma testemunha terá indicado que um dos agressor foi na direção de Kheira Hamraoui e agrediu-a “como se quisesse impedi-la de exercer a sua profissão”.

Segundo o jornal francês, o caso pode mesmo ser o resultado de uma rivalidade direta dentro do PSG, mas também na seleção francesa. No mês passado, Diallo foi a escolhida pela técnica Corinne Deacon para integrar a seleção francesa perante uma lesão de Kheira Hamraoui.