Opiniao

Minhocas em casa para reduzir os impactes das alterações climáticas?

Uma boa maneira de começarmos a reduzir as nossas emissões é termos consciência dos resíduos orgânicos (biorresíduos) que produzimos e encontrarmos soluções para prevenirmos a sua produção.


Por Candida Rocha, Diretora do Mestrado em Engenharia do Ambiente da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

As alterações climáticas são provocadas pelo aumento da temperatura da Terra (aquecimento global), proveniente da adição de mais gases com efeito de estufa na atmosfera do que aqueles que ocorrem naturalmente. Estes gases com efeito de estufa adicionais provêm principalmente da utilização de combustíveis fósseis para a produção de energia e para o transporte, da desflorestação e da produção de resíduos.

O nosso planeta está a aquecer demasiado rápido e estamos a começar a ver as consequências em todo o mundo. Quanto mais perturbamos o clima, maiores são os riscos de alterações perigosas e mais difícil e dispendioso será limitar as futuras alterações e adaptar-nos aos impactes inevitáveis. 

Infelizmente, vão existir alguns impactes das alterações climáticas que não conseguiremos evitar e teremos de nos adaptar a eles, mas, mesmo assim, é importante limitar a escala dos impactes futuros. A boa notícia é que existem muitas coisas que podemos fazer. Não basta os políticos tomarem medidas. As empresas e as indústrias, as comunidades e os indivíduos também são responsáveis por implementar algumas destas medidas.

Uma boa maneira de começarmos a reduzir as nossas emissões é termos consciência dos resíduos orgânicos (biorresíduos) que produzimos e encontrarmos soluções para prevenirmos a sua produção. Contudo, existirão sempre os restos dos vegetais da sopa ou as cascas da fruta da sobremesa. Estes biorresíduos fazem parte do nosso dia-a-dia.

Compõem, em média, quase 37% do nosso caixote do ‘lixo comum’. Quando vão parar a aterro emitem gases com efeito de estufa, causadores das alterações climáticas. Para que isso não aconteça, podemos ter em casa um vermicompostor.

Pode ser comprado ou improvisado com caixas empilhadas, juntamos as minhocas e temos a receita certa para começarmos a dar um destino correto aos nossos biorresíduos. Como prémio ainda temos um excelente fertilizante para as nossas ervas aromáticas!