Economia

Elon Musk vende 10% das suas ações na Tesla após votação no Twitter

Cerca de 930 mil ações foram vendidas só na segunda-feira, valendo-lhe um total de 1,1 mil milhões de dólares [958 milhões de euros].


O Twitter decide e Elon Musk cumpre: o presidente-executivo da Tesla e a pessoa mais rica do mundo vendeu mesmo 10% das suas ações na empresa após ter questionado os utilizadores da rede social se o deveria fazer de forma a pagar impostos. Votaram 3,5 milhões de pessoas e 58% ditaram que sim.

Segundo os documentos entregues ao regulador norte-americano, a Securities and Exchange Commission (SEC), 934.091 ações foram vendidas só na segunda-feira, valendo-lhe um total de 1,1 mil milhões de dólares [cerca de 958 milhões de euros].

"As posições em ações ordinárias foram vendidas apenas para satisfazer as obrigações fiscais relacionadas com o exercício de ‘stock options’ [opções de compra de ações] na aquisição de 2.154.572 títulos", lê-se no comunicado enviado à SEC.

A venda de 10% das 17% de ações que possuía na Tesla poderia render a Elon Musk mais de 20 mil milhões de dólares (perto de 17,5 mil milhões de euros). Contudo, as ações da empresa caíram 7,2% na abertura da banca de Wall Street na segunda-feira, após o final da votação, o que influenciou o preço.

No sábado, o empresário de 50 anos, publicou no Twitter: “Tem-se falado muito sobre os lucros não realizados serem uma forma de evasão fiscal, então proponho vender 10% das minhas ações da Tesla. Vocês apoiam isto?”.

“Vou respeitar o resultado desta votação, seja ele qual for”, acrescentou. A votação de ‘sim ou não’ esteve disponível durante 24 horas. 

Já o documento entregue à SEC refere que Elon Musk iniciara o processo de venda a 14 de setembro, pelo que a decisão não teve por base exclusivamente a decisão do Twitter.