Desporto

Bruno de Carvalho diz que adeptos do Sporting são "burros" e "manipuláveis"

Ex-presidente de Sporting arrasou adeptos leoninos.


No dia em que se assinalaram três anos da sua detenção, no âmbito do processo do ataque à Academia de Alcochete, Bruno de Carvalho, antigo presidente do Sporting, recorreu ao Twitter para criticar os adeptos leoninos.

Numa série de publicações, escritas na terceira pessoa, Bruno de Carvalho apelidou-se ironicamente de “terrorista”, criticando aqueles que aplaudiram a sua detenção.

“Aquele que com 515 milhões deixou o clube falido, com jogadores que renderam de vendas mais de 200 milhões e, só porque 'sim', mandou bater nos jogadores para que eles perdessem com o colosso Aves”, escreveu naquela rede social, esta quinta-feira.

O antigo dirigente do Sporting esclareceu ainda que  “nem [com os adeptos] cobertos de ouro” voltaria ao clube e sublinhou que nunca vai perdoar a “injustiça, ignorância e a forma como passados três anos ainda espalham ódio”.

“Provaram ser os adeptos mais burros da história do futebol. Injustos, manipuláveis, desprezíveis e não merecedores de nada. Fica o meu orgulho de ter servido o meu Clube e a vergonha de ter liderado um bando de idiotas (nem todos, existem 10 que se aproveitam)”, criticou.

“Jamais perderia mais um minuto da minha vida a liderar um bando de cretinos (que me perdoem os que não são, mas na vida pagam os justos pelos pecadores). Resumam a vossa vida à insignificância que têm, ao serem uns cobardes que se escondem em perfis falsos”, acrescentou ainda.

“Mas ele no fim perdeu a cabeça e coiso... 'Perdeu a cabeça' foram os pais de muitos de vocês que se esqueceram de usar contracetivos... Vão-se catar, vão-se esconder por debaixo das pedras onde vivem, vão chatear o Camões e vão morrer longe”, finalizou.