Sociedade

GNR resgata 27 animais de alojamento ilegal em Gaia

Foi identificada e constituída arguida uma mulher com 56 anos.


A GNR resgatou, na quinta-feira, 27 animais – 12 cães e 15 gatos – que estavam num alojamento ilegal de hospedagem de animais de companhia, no concelho de Vila Nova de Gaia.

Num comunicado divulgado este sábado, a força de segurança explica que, na sequência de um inquérito por crime de maus-tratos de animais de companhia, militares do Núcleo de Investigação de Crimes e Contraordenações Ambientais (NICCOA) do Porto “deram cumprimento a um mandado de busca domiciliária, que culminou no resgate de 27 animais de companhia, 12 cães e 15 gatos”.

Segundo a GNR, dois dos gatos foram de imediato recolhidos e encaminhados para o Hospital Veterinário de Vila Nova de Gaia para tratamento, por apresentarem sintomas de doença. Os restantes animais foram registados no Sistema de Identificação de Animais de Companhia (SIAC), pela Autoridade Veterinária Municipal, e disponibilizados para adoção.

“No seguimento da ação policial, foi identificada e constituída arguida uma mulher com 56 anos, tendo sido elaborado um auto de contraordenação por existência de alojamento ilegal de hospedagem sem fins lucrativos”, informa a mesma nota.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Gaia.

A GNR sublinha ainda que a ação policial contou com o apoio de um médico veterinário da Plataforma de Acolhimento e Tratamento Animal (PATA), de uma equipa do INEM e de uma equipa da Autoridade de Saúde de Vila Nova de Gaia.

Os comentários estão desactivados.