Economia

Altice. Receitas sobem 8,9% para 589,4 milhões no 3.º trimestre

O investimento cifrou-se em 109,7 milhões de euros no 3º trimestre e a 338,1 milhões de euros de janeiro a setembro, refletindo a contínua expansão da cobertura de Fibra Ótica e reforço da rede móvel.


As receitas da Altice Portugal cresceram 8,9%, atingindo os 589,4 milhões, com o EBITDA a aumentar 2,3%, cifrando-se em 221,8 milhões no terceiro trimestre.

Já nos nove meses, as receitas apresentaram aumento de 8,1% e o EBITDA subiu 1,7%, o que no entender da operadora, reforça “a clara liderança de mercado, demonstrando uma sólida performance baseada no crescimento contínuo da base de clientes, num leque de produtos e serviços tecnologicamente avançados, diversificados e adaptados às necessidades do mercado e na execução do Plano Integrado de Reorganização”.

De acordo com a empresa liderada por Alexandre Fonseca, as receitas mantiveram a rota de crescimento, num contexto de retoma pós-pandémica, totalizando 589,4 milhões e 1689,2 milhões, respetivamente no 3º trimestre e nos nove meses do ano, o que se traduziu num crescimento face aos períodos homólogos de +8,9% e de +8,1%.

“A preferência pela fibra, pelo portfólio de serviços inovador e diversificado e pelas ofertas convergentes e integradas, continuou a potenciar o crescimento da Base de Clientes e a reforçar a posição da Altice Portugal no mercado nacional”, referiu, acrescentando que “a Altice Portugal reiterou a aposta na expansão da rede de fibra ótica, tendo atingido no final de setembro de 2021, 5,9 milhões de casas passadas com fibra ótica em Portugal. Adicionou, assim, mais 100 mil casas servidas com fibra no 3.º trimestre de 2021 e mais 308 mil nos nove meses do ano”.

E deixa um recado. “Apesar do atraso no Leilão do 5G, por responsabilidade exclusiva da ANACOM, e da contínua deterioração do ambiente regulatório, a Altice Portugal mantém-se fiel aos compromissos de transformação digital e de identificação de soluções que coloquem os seus clientes na melhor posição para o sucesso, aliada a uma qualidade de serviço ímpar, num contexto social e económico ainda a recompor-se dos efeitos pandémicos”, lembrando que a 27 de outubro de 2021, após dez meses, duzentos dias e 1727 rondas, o leilão do 5G terminou. "A Altice Portugal congratula-se por ter cumprido todos os ambiciosos objetivos a que se tinha proposto: obteve 104 MHz no âmbito da atribuição de frequências 5G, distribuídas nas faixas de 700 MHz, 900 MHz e 3,6 GHz. Isto resultou num investimento que ascende a 125 milhões de euros para o total de espectro adquirido".

O Investimento cifrou-se em 109,7 milhões de euros no 3º trimestre e a 338,1 milhões de euros de janeiro a setembro, refletindo a contínua expansão da cobertura de Fibra Ótica e reforço da rede móvel. A Altice Portugal adicionou mais 100 mil casas no 3º trimestre de 2021 e mais 308 mil nos primeiros nove meses do ano, tendo, no final de setembro de 2021, atingido 5,9 milhões de casas passadas em Portugal.