Vida

Vocal coach italiana critica sotaque de Lady Gaga em House of Gucci: "Soa mais a russo"

Francesca de Martini foi chamada ao set das gravações para ajudar outra atriz.


Depois de contar à Vogue britânica que passou nove meses a falar com sotaque italiano para conseguir encarnar a sua personagem em "House of Gucci" ("Casa Gucci") de uma maneira mais realista, a cantora e atriz Lady Gaga recebeu agora uma crítica por parte de uma vocal coach (treinadora vocal) em relação ao seu sotaque. 

Francesca De Martini disse ao Daily Beast que, apesar de se "sentir mal" com a sua opinião, "o sotaque de Lady Gaga não é propriamente italiano".  "Soa mais a russo", considerou.

A vocal coach foi chamada ao set de "House of Gucci" para ajudar Salma Hayek com o seu papel de Giuseppina "Pina" Auriemma e disse estar surpreendida por um filme daquela dimensão não ter um vocal coach no set.

De Martini revelou que o que aconteceu foi que, depois de contracenar com Gaga, Salma sentiu que precisava de alguma ajuda: "Eu acho que ela se apercebeu de que o sotaque não era o correto e ficou preocupada - ela queria sair-se bem".

Quando a vocal coach ouviu as cenas protagonizadas por Salma e Lady Gaga apercebeu-se de que a sua "aluna" tinha razão e que o sotaque não era de facto o mais correto: "Eu apercebi-me quando estava no set, porque eu tinha headphones a travalhar com a Salma, para ouvir o que ela estava a dizer e poder ajudá-la, e por isso ouvi a Lady Gaga também".

"Quando vês o trailer apercebes-te de que há muitos sotaques diferentes", referiu a vocal coach acrescentando que o sotaque de Al Pacino soa mais a um nova-iorquino/italiano e que o sotaque de Adam Driver é praticamente inexistente.