Internacional

Autor do atentado em Liverpool fabricava bomba desde abril

Emad Al Swealmeen, o responsável pelo ataque, morreu na explosão do engenho de fabrico artesanal quando se encontrava no interior de um táxi.

 

DR  


Segundo o chefe da Unidade Antiterrorista, Russ Jackson, o autor do atentado realizado no domingo em frente a um hospital de Liverpool, no Reino Unido, começou a comprar os componentes para o artefato explosivo em abril: “Pelo menos, desde o mês de abril, começou a fazer compras relevantes para fabricar o engenho explosivo”, revelou o chefe da unidade. 

De acordo com as autoridades, Al Swealmeen nasceu no Iraque e vivia numa propriedade alugada, em Liverpool.

“Está a surgir um cenário complexo sobre as compras dos componentes do artefacto. Sabemos que Al Swelmeen alugava a propriedade desde abril e acreditamos que estava a fazer compras relevantes desde essa altura”, continuou Russ Jackson, acrescentando que o homem, de 32 anos, era requerente de asilo e tinha “problemas mentais”.

“Isto vai fazer parte da investigação e vamos demorar a entender tudo”, sublinhou.

Após o ataque, o Governo britânico aumentou o nível de alerta terrorista no Reino Unido para “grave”, o que significa que a possibilidade de ocorrer um atentado “é altamente provável”.