Sociedade

Governo volta a comparticipar testes rápidos de antigénios nas farmácias e laboratórios aderentes ao regime

Segundo o Ministério da Saúde, esta decisão deve-se à atual situação epidemiológica e à necessidade de reforçar a realização de testes para despistar a covid-19. 


Os testes rápidos de antigénio vão voltar a ser gratuitos em farmácias e laboratórios aderentes ao regime excecional de comparticipação, anunciou o Ministério da Saúde, esta quinta-feira. A comparticipação mantém-se limitada ao máximo de quatro testes por mês e por utente. 

A portaria que prorroga este regime, aprovado em junho, vai ser publicar hoje no Diário da República, avançou ainda o ministério numa nota acedida pela agência Lusa. 

Segundo o Ministério da Saúde, esta decisão deve-se à atual situação epidemiológica e à necessidade de reforçar a realização de testes para despistar a covid-19 de forma intensa e adequada ao nível de risco, contribuindo assim para o complemento às medidas de controlo da pandemia. 

De acordo com os últimos dados, divulgados a 6 de novembro, pela task-force sobre a promoção do Plano de Operacionalização da Estratégia de Testagem para SARS-CoV-2, mais de 20 milhões de testes de diagnóstico à covid-19 já foram feitos em Portugal desde o início da pandemia. 

Em média, cerca de 48 mil testes foram realizados por dia este ano, o que corresponde a mais de 70% do total de testes de diagnóstico realizados desde o início da pandemia. 

Os comentários estão desactivados.