Sociedade

Máscara obrigatória e apresentação de certificado covid: as novas medidas da Madeira para combater a pandemia

Foi declarada “situação de contingência” no arquipélago. Medidas entram em vigor às 00h de sábado.


A Madeira anunciou, esta quinta-feira, as novas medidas a adotar para evitar a propagação do vírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19. A partir das 00h de sábado, a região entra em “situação de contingência”.

Em conferência de imprensa, o presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, explicou que a situação de contingência “pode ser declarada durante um acidente ou catástrofe” e serve para “tomar medidas preventivas e medidas especiais de reação”. A decisão foi tomada tendo em conta o aumento de casos em vários países da Europa, bem como na região autónoma, o aumento de internamentos, o número de doentes em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), as mortes por covid-19, a taxa de vacinação e a testagem massiva efetuada no arquipélago.

Assim, a partir de sábado, o uso de máscara de proteção individual volta a ser obrigatório em todos os espaços públicos, sejam abertos ou fechados. A apresentação do certificado de vacinação no acesso a eventos e a serviços, como restaurantes, discotecas, ginásios e casinos, também passará a ser obrigatória, assim como um teste negativo (mesmo para aqueles que estão totalmente vacinados).

Miguel Albuquerque sublinhou que “recomenda a vacinação a todos os cidadãos com mais de 12 anos, inclusive, de acordo com o esquema vacinal recomendado”.

Vai ainda ser implementada uma testagem semanal e massiva com "teste rápido antigénio" gratuito a toda a população. Nos lares, apenas será permitida uma visita por residente – que deverá estar testada e vacinada – e todos os funcionários e utentes serão obrigatoriamente testados uma vez por semana.

A Madeira entrou hoje para a categoria de risco elevado do mapa do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), que influencia decisões sobre as restrições a aplicar às viagens no espaço comunitário.