Sociedade

Só em Lisboa e Vale do Tejo foram diagnosticados 900 novos casos. Incidência dispara e Rt sobe ligeiramente

Número de casos de covid-19 ativos no país já é superior a 42 mil. O país voltou a registar mais de dois mil novos casos num só dia e o número de doentes internados devido à doença continua a subir. A incidência e o Rt seguem tendência de subida e já não há margem para dúvidas: Portugal está na zona vermelha da matriz de risco. 


O boletim epidemiológico, divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS), revela que Portugal registou 2.628 novos casos de covid-19 e cinco óbitos associados à doença nas últimas 24 horas. Sublinhe-se que é o terceiro dia consecutivo em que o país regista mais de duas mil infeções diárias. Com estes dados, o número de infetados desde o início da pandemia ascende já a 1.117.451 e o número de vítimas mortais subiu para 18.300.

Lisboa e Vale do Tejo continua a registar mais novas infeções: só nas últimas 24 horas a região reportou 900 novos casos. Segue-se o Norte, com 592, o Centro, com 458, o Algarve, com 225, e o Alentejo, com 91. No arquipélago da Madeira há mais 63 infetados e no dos Açores mais 42.

Dos cinco óbitos, dois ocorreram no Centro, um no Norte, um em Lisboa e Vale do Tejo e um na Madeira.

O número de internados também voltou a aumentar, ainda que ligeiramente. Há agora 528 doentes internados nos hospitais portugueses devido à covid-19, mais cinco do que ontem. Destes, 79, mais sete do que no último balanço, estão a receber tratamento em Unidades de Cuidados Intensivos.

Por outro lado, mais 1.230 pessoas venceram a doença nas últimas 24 horas, elevando o total de recuperados para 1.056.880.

Há agora 42.272 casos ativos no país, mais 1.136 do que ontem, e as autoridades de saúde têm 40.713 contactos em vigilância.

Os valores da incidência e do rácio de transmissibilidade (Rt) foram atualizados esta sexta-feira e a matriz de risco reflete a situação vivida no país: Portugal segue na zona vermelha, com a incidência e o Rt a subir a cada atualização.

A incidência nacional subiu de 173,7 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias para 191,2 casos por 100 mil habitantes. Quando considerado apenas o território continental, a incidência é de 190,9 e era de 172,9.

O Rt nacional manteve-se em 1,17, mas no continente subiu de 1,17 para 1,18.

O boletim de hoje traz ainda uma atualização da distribuição geográfica de casos. Há quatro concelhos em Portugal em risco extremo de infeção: Marvão, onde a situação é mais grave, com 2.451 casos de infeção por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, Mora, com 1.338 casos, Murça, com 982 casos, e Pampilhosa da Serra, com 967 casos. 

Consulte aqui o boletim na íntegra.