Sociedade

Marcelo Rebelo de Sousa considera que "a vacinação fez a diferença" na situação pandémica do país

O chefe de Estado falava à saída da reunião do Governo e peritos no Infarmed, na qual foram apresentadas propostas para combater a covid-19. Marcelo destacou os "milhares e milhares de casos que não ocorreram" e os "milhares de mortos que não se verificaram" graças à vacinação. 


O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou, esta sexta-feira, que o processo de “vacinação fez a diferença” em Portugal, ao evitar milhares de casos e mortes.

O chefe de Estado falava à saída da reunião do Governo e peritos no Infarmed, na qual foram apresentadas propostas para combater a covid-19. Na sua ótica, tratou-se de uma reunião “bastante esclarecedora”.

“Foi uma sessão muito interessante por um duplo ponto de vista: por um lado, no retrato da situação em que houve um acordo entre os especialistas quanto à importância da vacinação e na diferença entre o que se vive este ano e se vivia há um ano”, afirmou.

"Maior gravidade há um ano. A vacinação fez a diferença. Milhares e milhares de casos que não ocorreram, milhares de dias de internamento que não foram necessários, milhares de mortos que não se verificaram", frisou.

Sobre as medidas a adotar no futuro, Marcelo remeteu as decisões para o Governo. “Os especialistas apresentaram o que consideravam indispensável para esta fase, a decisão sobre essa matéria pertencerá ao Governo”, rematou.